UM LUGAR AO SOL

Natalia Razuk - Retirado da Revista Total Saúde Dez/2009

www.totalsaude.com.br

Ele podia ser o mocinho, afinal, sem o astro rei a vida na Terra não existiria. Já foi moda quando o bonito era ser bronzeado, e já foi associado aos trabalhadores rurais, pois, na Idade  Média, só os camponeses exibiam a pele "queimada". Após os anos 90, transformaram o Sol no pior dos vilões e as pesssoas começaram a se proteger dele de todas as formas, como se o rei fosse fonte de maledefícios.

Pesquisas já provaram que pessoas que vivem em lugares quentes, onde o sol aparece com mais frequência, são mais felizes do que as que moram em paíeses de clima frio. A razão é simples: quando a luz estimula a glândula hipófise, há uma redução da liberação da melatonina, um hormônio fabricado quando dorminmos, que nos dá uma sensação de cansaço. A luz também promove a liberação de serotonina um neurotransmissor que atua no controle do humor, apetite, e nosso bem- estar mental.

OS PRÓS

Para quem pensa que os benefícios dos raios acabam aí, engana-se! Tem muito mais: além do bem-estar mental, o sol trás inúmeros outros benefícios, principalmente relacionados com a vitamina D, essencial para o sistema imunológico, formação dos ossos e fixação do cálcio. Também ajuda contra o câncer de mama, de cólon, de pulmão e de próstata.

OS CONTRAS

O exagero pode anular todos os seus benefícios, já que os malefícios do sol estão ligados à exposição de forma errada! O excesso ultravioleta pode impedirrespostas imunológicas normais do nosso corpo, porque eventualmente prejudica a distribuição e a função das células de defesa do mesmo; as pessoas ficam mais sucetíveis a algumas doenças, como infecções por fungos, vírus( como herpes), bactérias e há uma diminuição da capacidade de reação de reação a cânceres e redução da eficácia de vacinas.

 

© 2009 Todos os direitos reservados.

Crie um site gratuitoWebnode