A EVOLUÇÃO DA INTELIGÊNCIA

 A Evolução dos Primatas Humanos

Renato M.E. Sabbatini, PhD

 

Começando pelos ancestrais comuns que os seres humanos compartilham com os antropóides, o ramo dos primatas humanos começou também na África, provavelmente 6 a 8 milhões de anos atrás e chegou até o homem moderno (que apareceu provavelmente cerca de 150.000 a 200.000 anos atrás e depois se espalhou para o resto do mundo). Eles são chamados de Hominídeos, e estão incluídos na superfamília de todos os antropóides, os hominóidea, membros dos quais são chamados hominóides.

A árvore evolucionária do homem não é uma linha única e contínua ao longo do tempo como muitas pessoas pensam. Os cientistas têm muitas evidências de muitos "troncos mortos", ou seja, muitas espécies de hominídeos que se extingüiram sem deixar descendentes. É muito difícil determinar nossa linha evolucionária direta, e existe ainda vários elos faltantes, sem mencionar que algumas vezes existe discordância entre cientistas sobre o que constitui a melhor probabilidade.

"Lucy" - Australopithecus afarensis
A "árvore familiar" dos antropóides e humanos. Não existe registro de fóssil para os grandes antropóides, de modo que o ponto exato de grande ramificação pode ser estimado apenas com base na análise da biologia molecular. A linhagem exata dos ramos extintos dos Australopitecos (tais como A. bosei, A. aethiopicus, A. robustus) e o papel do A. africanus na linhagem direta do homem ainda estão abertos à disputa.

Entretanto, nós sabemos que nossa linha evolucionária tem dois momentos principais: o primeiro e mais antigo foi aquele do hominídeo africano, que abrange o gênero Australopithecus. O segundo e mais recente é do gênero Homo, incluindo as espécies extintas que foram quase que certamente nossos ancestaris diretos: Homo habilis and Homo erectus. Eles habitaram  cerca de 2 a 2.5 milhões de anos atrás e seus restos foram descobertos na Ravina de de Olduwai, na Tanzânia, e no lago Turkana, no Kênia. Homo habilis, de acordo com o seu nome, foi a primeira espécie a manufaturar ferramentas e usar o fogo.
Locais no mundo onde foram encontrados restos de esqueletos de hominídeos e Homo pré-históricos. 
As regiões do leste e do sul da África abrigam a maior parte dos achados.

O Homo erectus foi o primeiro a sair da África para o resto do mundo, incluindo Europa, Oriente Médio e Ásia. Esta espécie tornou-se extinta em todos os locais exceto na África, onde deu origem ao chamado Homo sapiens arcaico (ainda falta um elo perdido entre H. erectus to H. sapiens). Portanto, a África meridional parece ser o "berço da humanidade".

A evolução do homo sapiens arcaico foi incrementada pelo isolamento causado pelos desertos e montanhas naquela parte do continente. Esta espécie mais tarde se espalhou mais tarde para a África, Europa, Ásia, 200.00 e 100.000 anos atrás, onde evoluiu para Homo sapiens neanderthalensis (o homem de Neanderthal, que é uma adaptação a ambientes frios, e não é considerado um ascendente direto do homem moderno, mas sim uma espécie muito relacionada), e o Homo sapiens sapiens, uma adaptação ao clima quente da África.

Os cientistas anunciaram recentemente a descoberta provável de um ancestral comum de ambos Neanderthal e o homem moderno, chamado Homo antecessor. Ele viveu cerca de 800.000 anos atrás, no que hoje é a Espanha. Em última análise os Neandertais sucumbiram 30.000 anos atrás .

 
 

 


O "garoto deTurkana", um dos primeiros Australopithecus encontrados na África, no Lago Turkana, Africa.


"Lucy", um notável achado dos Australopithecus afarensis, encontrado na  Ravina Olduwai, África


Crânio da garota de Taung girl, primeira descoberta de um homem-macaco (Pitecanthropus, nome antigo para Australopithecus) feito por Raymond Dart no sul da África

O chamado modelo para fora da África também também tem sido apoiado pela evidência da biologia molecular. Estudos do DNA mitocondrial sugerem que todos os humanos modenos se originaram de uma pequena população vivendo no Sul da África. Como o DNA mitocondrial passa apenas de mulher para mulher, este ancestral nosso já foi apelidado de "Eva Africana".

 

O Autor

Prof. Renato M.E. Sabbatini, PhD is a neuroscientist and a specialist in medical informatics, holding a doctoral degree in neurophysiology by the University of São Paulo, Brazil, and a post-doctoral fellowship at the Max Planck Institute for Psychiatry, in Munich, Germany. He is the director of the Center for Biomedical Informatics and associate professor and chairman of medical informatics at the Faculty of Medical Sciences, both at the State University of Campinas, Brazil.

 

RESPONDA

 

1 - De acordo com o texto, qual local foi considerado "o berço da humanidade? Explique porque.

2 - Coloque a sequência de fósseis encontrados segundo os estudos.

 

© 2009 Todos os direitos reservados.

Crie um site gratuitoWebnode