VIÚVA NEGRA

Webnode

 

As viúvas-negras são aranhas perigosas e temidas desde a Antigüidade. Elas vivem em muitas regiões da Terra e calcula-se que picam cerca de 10 mil pessoas por ano, causando muitas mortes. No entanto, ser picado por uma viúva-negra dos Estados Unidos, da África, da Austrália ou do Brasil não é a mesma coisa, pois as condições climáticas, a alimentação e a quantidade de veneno injetado são diferentes. A viúva-negra dos Estados Unidos é mortal, enquanto a do Brasil tem menor quantidade de veneno. Além disso, o efeito do veneno também depende da idade da pessoa, pois uma criança tem reações diferentes daquelas de um adulto.

A viúva-negra é uma aranha pequena, mal chegando a um centímetro de comprimento. A maioria é negra, com manchas vermelhas no ventre, que formam uma figura que lembra uma ampulheta. Seu tamanho reduzido e suas cores preta e vermelha tornam fácil sua identificação. Além disso, onde vive uma dessas aranhas vivem centenas, cada uma formando teias emaranhadas por entre os galhos de arbustos. No Brasil a viúva-negra ocorre de norte a sul e de leste a oeste. Uma determinada espécie é cinzenta, com manchas amarelas, e sua picada é inofensiva. A espécie de cor negra, com manchas vermelhas, é mais rara.

No local da picada dessa aranha não se percebe nada, mas a dor é intensa, mais concentrada nas articulações e nos órgãos internos. A pessoa tem um pouco de febre e depois a temperatura do corpo vai baixando, aparecem calafrios, tremores, câimbras nas pernas, palpitações, suores.

A viúva-negra come filhotes de gafanhotos, grilos, baratas, saúvas, borboletas, besouros. As presas caem na teia e são imobilizadas por fios de teia. (Veja o artigo A teia de Aracne.) Eventualmente ela caça lagartixas e escorpiões. Cada aranha defende com valentia a sua teia. Nenhuma invade o terreno da outra. Qualquer violação de domicílio redunda numa luta de morte. Elas, de fato, são sensíveis ao veneno de suas irmãs e sucumbem. Apenas os indefesos machos podem subir pela teia da fêmea e alimentar-se das sobras de suas refeições. Após o acasalamento eles morrem, ficando seu cadáver suspenso na teia da fêmea. Esse fato, observado pelo povo, fez com que se concluísse que as fêmeas matam os machos após a cópula. Por isso, e por terem cor negra, elas ganharam o nome de viúva-negra.

Adaptado pelos professores César, Sezar e Bedaque,
de Acúleos que matam, de Wolfgang Bucherl,
Livraria Kosmos Editora.

© 2009 Todos os direitos reservados.

Loja online grátis Webnode